top of page

blog

eu gosto de inventar palavras

blog

eu gosto de inventar palavras

blog

eu gosto de inventar palavras

  • Foto do escritorwarzeé

Primeira vez que venho num bar sozinha. Quer dizer, alguém vem me encontrar, mas aqui estou eu, sentada no balcão. Sem desviar o olhar do que escrevo agora. O ouvido atento esperando a vida encontrar minha caneta.Tem um porco na entrada e também um rapaz de boina. Ele grita alto. Empolgado, contando que sua mulher é vegetariana e que aqui eles vendem free hot dogs.

O bartender toca no ombro da cliente, a fuzila com o olhar: that’s on me. Também sou fuzilada, à esquerda. Ele é lindo, eu vi. Já deve ser a quarta cerveja nesses dez minutos que estou aqui.

Meu olhar continua preso no que escrevo. O meio sorriso não esconde como me sinto. Hoje é quarta feira. Minha última semana. Parece que quero fazer tudo o que ainda não fiz. New York tem dessas. A vida é assim.

O alvo fui eu agora. Ou ele só foi simpático? Perguntou se estou bem. Aparentemente pareço triste. Disse que estou escrevendo e e ele pareceu não ligar.

Quem eu esperava chegou. Conversamos. “O que tem o Brasil?”. Sou brasileiro. Sim, o bartender. Mais tarde me pagou uma cerveja.


Agora estou aqui no metrô. Esperando meu trem. Há uma hora atrás estava na cama dele. E meia hora antes, no rio. Foi bom. Mas não o suficiente.



16 de dezembro de 2021 | 00:14

0 visualização0 comentário
  • Foto do escritorwarzeé

Questiono

O que implica estar aqui

É claro, fere e faz sentir

As vezes, fácil

Sempre difícil digerir

Me vejo em rostos tristes

E só desejo sorrir

Pergunto se vale a pena

Ficar ou voltar

Segurar ou deixar ir




01 de dezembro de 2021 | 13:53

0 visualização0 comentário
  • Foto do escritorwarzeé

A vida não é um sopro. É mais um capítulo. É tempo suficiente. A vida é um novo caminho. Uma nova chance. A cada amanhecer. É presente divino. Dedica-te e não sentirás que o amanhã chegou depressa. Acolha, respeite e plante o amor pra começo de conversa. Pode parecer curta, comprida, mansa ou doída, o quanto quem dita é você, bendita!

Bendita seja. Tão bela e benfazeja. Só não vê quem não se atenta à beleza que acalenta. A natureza preenche a lacuna e se encarrega do novo amanhecer. A você só depende levantar, e fazer acontecer.




09 de novembro de 2021 | 12:15

0 visualização0 comentário
bottom of page